03.09 - Rua Balduíno Sens

Início: Rua Presidente Nereu | Término: Rua Rua Governador Jorge Lacerda, com extensão de 270 metros.

Rua Balduíno Sens

Balduíno Sens

1. Nascido em: 01/03/1892

Cidade: São Pedro de Alcântara

Falecido em: 23/08/1932

2. Pai: Mathias Gil Sens

Mãe: Katharina Gorges

3. Casado com: Escholástica Kopp

Profissão:

4. Filhos:

4.1   Maria Palmeira Sens

4.2   Virgilio Sens

4.3   Annita Sens

4.4   Valmira Sens

4.5   Elvira Paulina Sens

4.6   Ernestino Sens

4.7   Mestilde Sens

4.8   Jose Dionisio Sens

4.9   Edelberto Sens

4.10   Antonio Gabriel Sens

4.11   Longino Raphael Sens

5. Atividades Profissionais: Negociante

6. Atividades Políticas:

7. Homenagens: Teve uma rua com seu nome

8. Justificativa: Filho de Mathias Gil Sens e Katharina Gorges, Balduíno Sens nasceu em 01 de março de 1892 em São Pedro de Alcântara, e logo quando criança mudou-se para Ituporanga com seus pais que foram um dos primeiros moradores desta cidade. Casou-se com Esclolástica Kopp, com quem teve onze filhos: Maria Palmeira Sem, Virgílio Sens, Annita Sens, Walmira Sens, Elva Paulina Sens, Ernestino Sens, Mestilde Sens, José Dionísio Sens, Edelberto Sens, Antonio Gabriel Sens e Longino Raphael Sens. Na época, Ituporanga ainda não era reconhecido como município e pertencia à Palhoça, portanto não tinha definidos por lei os poderes executivo e legislativo, e consequentemente não proporcionava oficialmente os representantes legais da população. Como era reconhecido por sua inteligência e também muito admirado pelo povo Ituporanguense, Balduíno trabalhou como intendente e representante do povo em determinados momentos. Além de atuar como político era também comerciante e proprietário de uma fábrica no setor alimentício. Produzia banha de porco e comercializava a carne do próprio animal e também de gado. Naquele tempo não havia veículos aqui na região que suportassem grandes cargas. Para que os animais chegassem até o local desejado, os mesmos eram conduzidos por grandes percursos pelos seus compradores que iam jogando milho no caminho, o que formava uma espécie de trilha pela qual os porcos tinham que seguir. Balduíno fez história na cidade auxiliando na construção da antiga igreja de Ituporanga, além da doação de parte do terreno onde hoje se localiza o Hospital e Maternidade Bom Jesus. Balduíno faleceu em 23 de agosto de 1932, aos 30 anos em virtude de tétano. Em uma roçada de foice, a mesma acabou cortando sua panturrilha. Durante a vida, desenvolveu alguns problemas de cicatrização e circulação de sangue, o que fez agravar ainda mais a situação. Como em Ituporanga existiam poucos recursos médicos, foi transferido para Rio do Sul, onde permaneceu por cerca de 30 dias. Lá, a sua situação continuou a mesma, sem nenhuma melhora e foi então transferido para Blumenau, também sem sucesso onde acabou vindo a óbito.

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

 

 

Realizado por

SDR Ituporanga
Secretária Municipal de Educação Ituporanga

Apoio

Participantes

Colégio Galileu
Seminário São Francisco de Assis
EEB Aleixo Dellagiustina
EEF Mont’ Alverne
EEB  Roberto Moritz
EEB Vereador Paulo França

CEF Pedro Júlio Muller

EEF Prof. João Carlos Thiesen

EEB Presidente Tancredo Neves

CEF Bernardina Farias de Mattos

EEB Tancredo Neves

Sobre

Nossa cidade possui inúmeras ruas e muitas delas os homenageados são totalmente desconhecidos do público, alguns não se sabendo o certo o porquê da homenagem. Esse trabalho poderá ser aproveitado como atividade de história, geografia, Língua Portuguesa, entre outras disciplinas e ao mesmo tempo o seu resultado poderá ser de grande importância, para as escolas como também para o histórico do Município.

Logo CompletaWeb